02 dicas para criar a marca do seu negócio

23/06/2022 às 15:36:37 • 5 minutos
02 dicas para criar a marca do seu negócio
Criar uma marca pode parecer simples, mas vários fatores são levados em consideração durante a sua concepção. A marca é a forma que o seu negócio será conhecido pelo mundo e vários elementos estão relacionados a ela, como nome, ícone, tipografia, cores, slogan e muito mais. Para facilitar esse processo, vamos citar duas dicas valiosas para você começar a colocar em prática o quanto antes e agregar valor à sua empresa. Vamos lá?
Dica 01 - Escolha um Nome Fantasia: O Nome Fantasia é o que estampará a logomarca, a faixada da empresa e os canais de comunicação. Porém, é preciso ter muito cuidado! É necessário pensar em um nome que represente o seu produto ou serviço, que tenha um significado por trás e que conte uma “historinha”. O Nome Fantasia é diferente da Razão Social, já explicamos sobre ela aqui. A Razão Social a lei determina. Você escolhe o seu nome, mas nesse caso tem que abordar o que oferece, como se fosse um sobrenome. Exemplo:
Nome Fantasia: Razonet
Razão Social: Razonet Contabilidade Digital Ltda
Dica 02 - Invista no Manual da Marca: Tenha um manual que apresente toda a linha de comunicação do seu negócio. Ele é desenvolvido por profissionais da área de marketing e apresenta as boas práticas para utilização da sua marca. Confira abaixo alguns dos itens que contemplam esse projeto:
1.       Capa: Esteticamente falando, a capa precisa abordar o assunto que será tratado no restante do documento. Por exemplo: Manual da Marca Razonet.
2.       Sumário: Um índice com os conteúdos é uma ótima opção, caso haja muitas páginas. O sumário ajuda você encontrar uma dúvida ou aplicação específica de um jeito prático;
3.       Apresentação da empresa: Aqui, é necessário falar sobre o seu negócio, mas especificamente sobre visão, missão e valores.
4.       Conceito da marca: Nessa etapa, o profissional de marketing descreverá todo o processo de criação da marca. Apresenta a defesa da ideia, mostra os elementos utilizados no branding e outros.
5.       Cores institucionais: A paleta de cores é muito importante! Existem variações de tonalidades quando um material é criado para a internet e para ser impresso. Por isso, os códigos das cores da marca em RGB e CMYK precisam constar no manual. Para escolher as cores ideais, aposte na psicologia das cores!
6.       Aplicações com variantes de cor: O ideal é que a marca seja utilizada nas versões de preferência das cores. Nesse contexto, existirão aplicações da marca de maneiras positivas e negativas, que devem ser seguidas à risca.
7.       Família tipográfica: Todas as tipografias do branding estarão nesse tópico. Nele, constará o padrão tipográfico, fonte principal, fontes secundárias para utilização de títulos, chamadas promocionais, etc.
8.       Tom de voz: É a personalidade que a sua empresa expressa em todos os canais: formas de explicar um determinado assunto, jeito utilizado para comunicar com um cliente e assim por diante...
Também já falamos por aqui sobre a importância da marca para o sucesso do seu negócio. Abordamos estratégias e posicionamento, criação de approach e outros aspectos relevantes. Se esse conteúdo te ajudou, compartilhe com a sua rede! E se a sua dúvida for sobre a contabilidade da sua empresa, entre em contato com a nossa equipe.

Nós utilizamos cookies para melhorar sua experiência de navegação, servindo conteúdos personalizados e analizando nosso tráfego para melhorar a performance. Clique no botão "Estou ciente e aceito" para consentir com nossa utilização de cookies.